Número total de visualizações de página

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

ÁRVORE DE NATAL SOLIDÁRIA...COM LIVROS!

ÁRVORE DE NATAL SOLIDÁRIA (Elaborada no dia 5 de dezembro, DIA DO VOLUNTÁRIO, com mais de 60 livros, infantis e outros, recolhidos entre familiares e amigos, voluntários e Clube dos Leitores Vivos, para oferta a instituições de apoio social, dia 21 de dezembro, em parceria com a Comunidade  e a Biblioteca Municipal da Covilhã.)

 Visitem a exposição na Biblioteca Municipal da Covilhã!
 Agradecemos a todos quantos colaboraram na recolha privada dos livros e montagem da(s) árvore(s) (alunos, voluntários, pais, amigos...). 
Até ao dia 21 de dezembro poderão ainda depositar o vosso livro oferta no cesto para o efeito, para serem montadas outras árvores com o mesmo intuito solidário.

LER é um direito! Ajudar é um direito e um dever...



«O prazer de ler não tem idade ...» ;)
Rogélia Proença

«Foi bom motivarmos outras crianças a ler e termos para elas um presente neste Natal...» 

«Se alegrarmos pelo menos um idoso já ficamos felizes!» 


CLV

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

ATELIÊ CONTOS DE NATAL


Clube Leitores Vivos


Vem divertir-te!



 O Clube Leitores Vivos está a organizar um Ateliê de Contos de Natal, vem ter connosco às quintas-feiras pelas 12:10 até às 12:55, a partir do dia 22 de novembro  até ao dia 13 de dezembro. Contamos contigo!

RECOLHA DE LIVROS -CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE

Somos um grupo de amigos que irá ter em breve um jantar de Natal e gostaríamos de colocar a campanha que agora partilhamos em prática, com a qual o Clube de Leitores Vivos e a Biblioteca Municipal da Covilhã pretendem também colaborar. Iremos elaborar 3/4 árvores de Natal (ou mais) com livros em bom estado que recolheremos junto da família e amigos e que levaremos para o dito jantar, para entregarmos, posteriormente, em instituições de apoio social, bem como livros infantis para crianças que pretendemos "apadrinhar" e às quais ofereceremos este pequeno presente.

Na Biblioteca Municipal da Covilhã, a exposição destas 3/4 árvores (ou mais) de Natal estará patente ao público para assim se divulgar a solidariedade aliada à cultura. Gestos simples que podem mudar um pouco a vida de outros....
A exposição, preparada pelos elementos do CLUBE DE LEITORES VIVOS E FAMILIARES, do dia 5 de dezembro,  durará no máximo 15 dias, até ao momento da entrega às ditas instituições, durante a quadra natalicia.

Gostaríamos, ainda, de convidar as Bibliotecas do Agrupamento de Escolas do Tortosendo e comunidade escolar a aliar-se a esta causa (até ao dia 5 de dezembro), que assim poderá estender-se e fazer mais pessoas felizes, pois  o  prazer de ler não tem  idade e «muito poucos, fazem muito»...!


A entrega dos livros da comunidade escolar poderá ser feita na Biblioteca da Eb 2/3, à responsabilidade da dinamizadora do projeto.
COLABOREM! :)

Rogélia Proença

Ulisses, Maria Alberta Menéres

PARA SABERES MAIS SOBRE A OBRA E SUA AUTORA CONSULTA :

http://lpmarquesa.blogspot.pt/2010/12/ulisses-de-maria-alberta-men%C3%A9res.html


AGORA TESTA OS TEUS CONHECIMENTOS:


Questionário sobre a obra Ulisses, M. A. Menéres ( 6ºA)

Responde, de forma completa, às questões que se seguem, relembrando a leitura que fizeste da obra Ulisses:

1. Sobre a forma como vai contar a história, o narrador de Ulisses faz um aviso aos leitores. Qual?
2. Que tipo de narrador encontras  neste texto? Justifica.
3.Estabelece agora uma relação entre estes dois títulos : Odisseia e Ulisses. Justifica.
4.Como verficaste, o livro que leste tem uma personagem principal.
     4.1. Quem era então Ulisses?
     4.2. Faz a caracterização psicológica desta personagem.
     4.3. Diz o nome de seis outras personagens, indicando o seu papel na ação.
     4.4. Algumas destas personagens vão ajudar Ulisses, outras vão criar-lhe obstáculos. Distribui-as pelas conjuntos abaixo, de acordo com o papel  que desempenham:
           * Personagens que ajudam Ulisses:_____________________________________________
           * Personagens que dificultam a sua missão:______________________________________
5 A ação desta história começa e acaba no mesmo local. Identifica-o.
6. Refere quatro dos locais onda a ação se desenrole.
7. Reconta o mito de Sísifo de que se fala na obra.
8. Que facto desencadeou a viagem de Ulisses?
9. Que artimanha  inventou Ulisses para conseguir vencer?
9. Circe é uma personagem muito importante nesta obra.
    9.1 Esta personagem começa por querer prejudicar Ulisses, mas acaba por o ajudar. Porquê?
     9.2 Como o ajuda?
10. Ulisses é também apoiado por outra personagem divina que o ajuda em dois momentos. Quem é e como o ajuda?
11. Penélope espera pacientemente pelo marido em Ítaca, onde a situação era difícil. Qual era a situação que se vivia em Ítaca?
12. Consideras esta narrativa aberta ou fechada? Porquê?
13. Num pequeno texto de 150 palavras, aproxidamente, conta o momento da ação da obra Ulisses de que mais gostaste, justificando a tua preferência :)

Bom trabalho!

QUESTIONÁRIO SOBRE A OBRA O CAVALEIRO DA DINAMARCA, SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN


QUESTIONÁRIO (aula de revisões. Não esqueças também o teu Guião de Leitura da obra em estudo):

1. Consideras o título deste texto narrativo sugestivo? Que pistas te fornece? Justifica.
2. Qual o espaço físico e social de origem do Cavaleiro?
3. Como classificas o narrador deste conto, quanto á sua presença na ação?
4. Que personagens se destacam na ação e qual o seu papel (relevo) na mesma?
5. Com qual das personagens  da obra te identificas mais? Justifica.
6. O Cavaleiro parte numa aventura, considerada uma peregrinação. Qual o seu objetivo e o que o motiva?
7. Serias capaz de partir numa aventura semelhante? Justifica.
8. Como reage a família à partida do Cavaleiro?
9. Quais os locais visitados por ele? Faz o itinerário da viagem.
10. Quanto tempo dura  a viagem  quando parte e regressa o Cavaleiro.
11. Ao longo da viagem, ele é tentado a ficar em várias cidades. Que propostas recebe e como reage ?
12. Nesta obra, há linhas temáticas importantes: a Fé, o cumprimento da Promessa, o amor à Família, a necessidade da Viagem, a Aventura no processo da Vida, o Anti-Racismo, o Pacifismo, a Peregrinação, entre outros.
Qual deles preferiste?
Exemplifica com um excerto do texto o teu tema  preferido e justifica a sua importância.
13. Propõe um desfecho diferente para esta narrativa.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

terça-feira, 13 de novembro de 2012

LEITURAS MÁGICAS E ASSUSTADORAS, OUTUBRO 2012




   Aqui fica uma recordação das "Leituras Mágicas e Assustadoras" de final de outubro, pelo Clube Leitores Vivos, com a ajuda dos pais,  em particular da mãe da aluna Bruna Fonseca e da professora de E.V. Cristina Paulo Rato. Depois da leitura mágica desta época, uma escrita agora bem mais divertida e imaginativa com lápis criativos!

   Em breve, faremos também o ATELIÊ DOS CONTOS DE NATAL...  Preparem-se, pois novas surpresas se avizinham! ;))

   Para a Semana do S. Martinho, os alunos do CLV, e sua dinamizadora fizeram também um mural sobre  A CADUCIDADE DA VIDA (do lat. cadere = cair), associando a efemeridade das folhas das árvores à efemeridade da Vida. Para isso, os alunos do CLV e 6º A escolheram poemas sobre o outono e este TOPOS literário da passagem do tempo  e prepararam no MURO DAS LETRAS, um Mural de Outono bem colorido...

  Brevemente, colocaremos as fotos... Continuem a ler, a propósito de tudo e de nada, pois «Quem mais Lê, mais Sabe!»

   Boas leituras!!! 

  Professora Rogélia Proença

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Dia das Bruxas - 31 outubro



Quando as vossas personagens mágicas e assustadoras favoritas dos contos e dos filmes de terror se encontram na Floresta, o que acontece? :)...Os alunos dos Clubes Gáliamania e Leitores Vivos prepararam para o dia de hoje várias atividades ...
interessantes ...
Desta vez, a "Gáliamania" levou à cena uma pequena peça ("Le Petit Chaperon Rouge et la fôret effrayante") da sua autoria  em Francês. Original...Continuem!

bibliotortosendo's Bruxas da Galiamania album on Photobucket

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

DIA DAS BRUXAS


   Os alunos do Clube Leitores Vivos e Gáliamania propõem várias atividades para quarta-feira, dia 31 outubro.

   Enquanto o CLV repetirá a atividade "Leituras Assustadoras", o Clube dos alunos de Francês, Gáliamania, levará a tradição Celta do Dia das Bruxas a várias turmas do 2º ciclo, nos últimos minutos das aulas do 1º bloco da manhã de 4ª feira, esperando-se pois algumas surpresas....!

   Estes alunos do 8ºA apresentarão também um pequeno teatro em Francês, no intervalo seguinte, na  Sala de Convívio, intitulado "LE PETIT CHAPERON ROUGE ET LA FÔRET EFFRAYANTE", onde personagens de filmes e contos infantis se envolverão de forma assustadora e ...divertida!

   Para além disso, na 4ª feira à tarde, poderão ser visionados na sala 13/BE (mediante inscrição que passará pelas turmas) alguns filmes sobre esta temática.

   Que meeeeeedooo....! :)

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Clube Leitores Vivos 12/13


Clube leitores vivos

 

Anda! Vem inscrever-te neste fantástico clube onde a leitura voa mais alto!     

         

         Viajar pela leitura
 sem rumo, sem intenção.
Só para viver a aventura
que é ter um livro nas mãos.
É uma pena que só saiba disso
quem gosta de ler.
Experimente!
Assim sem compromisso,
você vai entender.
Mergulhe de cabeça

         na imaginação!

       

                                                             Clarice Pacheco

 

 

 
Docente responsável: Rogélia Proença
Se estiveres interessado, dirige-te à Biblioteca e fala com a D. Vera ou com o Sr. Armando.

 

 

 

 

Ano letivo 2012/2013

quarta-feira, 2 de maio de 2012

AVALIAÇÃO DA SL'12: «LER COM AMOR: HÁ PALAVRAS QUE NOS BEIJAM»

«Esta é a semana pura da leitura.  E o 5ºA decidiu festejá-la com o 5ºC.

Começámos a nossa récita com FERNANDO PESSOA. A Maria declamou "Cansaço" e foi muito belo!
A seguir, a Leonor e a Maria declamaram "Porque" de SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN e foi um espetáculo!
Depois, a Margarida arrancou sorrisos aos outros alunos com "Se", também de Sophia...
Depois fui, eu, a Bruna, com "Amar" de FLORBELA ESPANCA  e acho que correu bem!
penso que expliquei, traduzi bem a palavra "AMAR" pois é um poema perfeito!
Em seguida, os alunos do APA declamaram em conjunto "Palavras" de EUGÉNIO DE ANDRADE e "Há palavras que nos beijam" de ALEXANDRE O'NEILL...Correu lindamente e foi bom ver os meus colegas ganhar coragem e irem embalados na beleza das palavras, sem receios e com alegria!
 
Beijos a todos os que acreditam que a poesia pode mudar a vida das pessoas!

A Raquel manda poemas ao coração da Diretora de Turma e a Bruna quer sorrisos nas caras das pessoas que sabem o que é amar a Poesia!
Talvez como eu...»

Bruna e Raquel, 5ºA

LER COM AMOR: HÁ PALAVRAS QUE NOS BEIJAM. A POESIA SAIU À RUA

AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE DA SEMANA DA LEITURA'12  "LER COM AMOR"( POR LEONOR VITORINO E MARIA PEDRO MADEIRA)

«Neste dia maravilhoso,
Fomos declamar poemas.
Eles dão-nos lições de vida
Por isso, ficamos sem problemas.

Podíamos viver sem poemas?
Sim, mas não era a mesma coisa...
Sem eles, a vida não teria alegria!
Com eles, a vida tem fantasia!

Nunca como agora,
Neste tempo de notícias menos boas,
Foi tão importante
A poesia.
Ela nos faz viajar
para podermos continuar
A sonhar!»

Maria Pedro e Leonor (5ºA)


sexta-feira, 20 de abril de 2012

Atividade SL'12" ... 5ºA Aula de Formação cívica : Há palavras que nos beijam"

Eis outro poema que será declamado pelos alunos de 5ºA (APA)....

As palavras

São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.

Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:
barcos ou beijos,
as águas estremecem.

Desamparadas, inocentes,
leves.
Tecidas são de luz
e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.

Quem as escuta? Quem
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?


Eugénio de Andrade

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Eis uma das nossas atividades para a semana da leitura...

«Há palavras que nos beijam», Alexandre O'Neil

«Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca,
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
...
Quando a noite perde o rosto,
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.

De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas, inesperadas
Como a poesia ou o amor.

(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído,
No papel abandonado)

Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.»

quarta-feira, 11 de abril de 2012

A Fada Oriana - Educação para os valores e simbologia

«Durante as aulas de Português e Formação Cívica, leste a obra A Fada Oriana, de Sophia de Mello Breyner Andresen, no âmbito da Educação para os Valores. Esta obra tem uma forte carga simbólica. Faz o reconto desta história, referindo a sua simbologia e lição de vida.
Indica também, justificando, qual a personagem  e o excerto da obra que preferiste.»

          Cada pessoa tem uma fada dentro de si

 Nas aulas de Formação Cívica, escolhemos ler o livro A Fada Oriana, de Sophia e foi, sem dúvida, uma boa escolha. Esta história ensina-nos os verdadeiros e importantes valores da vida. Oriana erra, é verdade, mas, errar é humano e natural, porque se não errarmos, nunca poderemos acertar.
   A Rainha das Fadas deu a Oriana uma floresta para cuidar, incluindo todos os que lá viviam. Ela cuidava da velha, do poeta, do lenhador, dos filhos do moleiro...Lá também havia um lago, onde morava um peixe. Oriana lavava lá a sua cara todos os dias, até que um dia, o peixe viu-a e disse-lhe que ela era muito bela e que tinha umas asas muito bonitas...Oriana deixou-se levar e foi-se esquecendo da sua promessa à Rainha, pois perdia todo o tempo que tinha ouvindo o peixe e esquecia assim tudo o resto. Como castigo, a Rainha tirou-lhe as asas e a sua varinha de condão.
   Oriana foi procurar, então, os amigos que estavam na cidade, mas, sem asas, ninguém a  reconhecia já. Foi-se deitar junto de uma árvore, triste e desiludida. Depois,  foi procurar o filho do moleiro que tinha desaparecido por ela deixar de o cuidar e este estava com os animais que não o abandonaram. Mas já nem os animais acreditavam nela, por ela ter sido tão desleixada e irresponsável. Pediu então ao peixe que a ajudasse, mas ele não quis. Aí nesse momento, ela sentiu-se bastante traída: perdera todo o tempo com ele e perdera também tudo quanto lhe era querido... e esta era agora a recompensa dele...!
   Ao voltar para a cidade, Oriana, magoada com todos, mas sobretudo triste com ela própria, não encontrava solução para o seu problema. Queria ajudá-los de novo, mas já não tinha asas, nem os poderes da varinha de condão... Então, viu a velha que caminhava na direção de um abismo, sem se aperceber. Sem pensar, decidiu correr para a ajudar, esqueceu-se de que não tinha asas e ...caiu com ela...! Contudo, ao ver isso, a Rainha apareceu e devolveu-lhe as asas, mesmo nesse instante, e ambas se salvaram!
   Ela dera provas do seu verdadeiro coração. Arriscara a vida pelos outros, estava arrependida e todos voltaram a acreditar nela...
   Eu adorei o final da história. Nunca é tarde para nos arrependermos...


   Olha bem à tua volta...a Fada Oriana envia-te um beijo! Agarra-o...

Bruna Fonseca, 5ºA

   Olá, eu sou a Leonor e tenho 10 anos e durante a saulas de Formação cívica e no Clube de Leitores Vivos lemos imensos livros de Sophia de Mello Breyner, todos aliás! Agora é mesmo a minha escritora favorita.
   Li a obra A Fada Oriana e também gostei muito, porque aprecio bastante esta escritora!
   Eu gostei de todas as personagens, mas aquela de que gostei mais foi mesmo a Fada Oriana por ser tão generosa e amiga de ajudar os outros.
   Agora passo a recontar as aventuras desta belissima fada bondosa:

   Era uma vez uma fada que se chamava Oriana. Ela cuidava muito bem da floresta, tinha de tratar dos animais da floresta, das plantas e de todas as árvores. A Fada Oriana vivia na floresta e dormia na maior árvore de todas. Ela também cuidava da casa do moleiro, do filho do moleiro e da casa de uma velhinha e ainda lhes enchia a casa de comida.
   Certo dia, encontrou umas andorinhas que a iludiram a ir com elas para fora da floresta, para não trabalhar tanto e para viajar e conhecer o mundo e paisagens belas e desconhecidas. Mas, passado algum tempo, perdeu as asas e ficou sem poderes, porque já não cumpria as suas tarefas e só pensava no peixe que a elogiava no espelho de água do lago. Encontrou uma casa de um homem rico, onde nem os móveis se sentiam bem, porque estavam apertados.
    Desiludida, procurou pela Rainha das Fadas, mas encontrou a Rainha das Fadas Más, que lhe deu umas asas pretas e só a mandava fazer o mal. Como não se sentia bem assim, tirou as asas pretas e procurou a Rainha das Fadas Boas. Quando a encontrou, prometeu-lhe que cumpria as suas promessas e a rainha devolveu-lhe as asas, logo que ela deu provas disso e salvou a velhinha do precipício. A Fada Oriana viveu então, de novo, feliz e contente na floresta com os  seus amigos.
   Afastou-se e viu que errara, voltando depois a dar valor aos que a rodeavam e ao que fazia antes.
   Devemos pensar sempre pela nossa cabeça e não nos iludirmos com os outros. A humildade e a generosidade ficam sempre bem a todos e nunca são demais. Os sentimentos e as boas ações são muito mais importantes que a beleza exterior.
   Devemos sempre valorizar as boas amizades!

Leonor Vitorino, 5ºA

A Fada Oriana, Sophia de Mello Breyner Andresen - comentários dos alunos do 5ºA

  Nós, 5ºA, lemos, no ínício do 2º periodo, o livro A Fada Oriana, Sophia de Mello Breyner Andresen. Este livro é verdadeiramente interessante. Ao lê-lo parece que as letras dançam e cantam à minha volta, é tudo tão engraçado! Com ele aprendi a ser uma pessoa melhor, uma pessoa mais bondosa.
   Eu aconselho este livro a uma amiga minha chamada Bruna, porque acho que ela escreve bem, mas ao ler este livro iria escrever ainda melhor! Eu identifico-me muito com a personagem Fada Oriana, porque ela é bondosa, solidária, amiga, tal como eu.
   SEM DÚVIDA ALGUMA, ESTE É O MELHOR LIVRO QUE JÁ LI ATÉ HOJE!

Maria Pedro, 5ºA

   Se eu fosse uma personagem deste livro seria a Fada Oriana, porque poderia ajudar as pessoas como a velha, o moleiro, os animais e melhoraria um pouco o mundo e a vida deles...
   A parte da história de que mais gostei foi, na verdade, a última, quando Oriana ajudou a velha no abismo e em que a Rainha das Fadas, por essa razão, devolveu  a Oriana as suas asas e os seus poderes. Esta foi  a parte que preferi, pois foi o momento mais corajoso de Oriana e de toda a sua aventura. Ter saltado para o abismo para salvar a velha, sem pensar nas consequências, só com o intuito de a salvar, revelou o seu bom coração. A velha podia ter ficado ferida, mas com este gesto de Oriana, tudo ficou muito bem.
   Oriana esqueceu-se e que não tinha asas e arriscou na mesma, ora, quando é assim, surpresas e magias acontecem sempre...!

Cristina Bento 5ºA

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Sugestão de poemas (séc. XX) para serem declamados ou para análise (WEBQUEST)

PROCURO-TE , EUGÉNIO DE ANDRADE

Procuro a ternura súbita,


os olhos ou o sol por nascer

do tamanho do mundo,

o sangue que nenhuma espada viu,

o ar onde a respiração é doce,

um pássaro no bosque

com a forma de um grito de alegria.



Oh, a carícia da terra,

a juventude suspensa,

a fugidia voz da água entre o azul

do prado e de um corpo estendido.



Procuro-te: fruto ou nuvem ou música.

Chamo por ti, e o teu nome ilumina

as coisas mais simples:

o pão e a água,

a cama e a mesa,

os pequenos e dóceis animais,

onde também quero que chegue

o meu canto e a manhã de maio.



Um pássaro e um navio são a mesma coisa

quando te procuro de rosto cravado na luz.

Eu sei que há diferenças,

mas não quando se ama,

não quando apertamos contra o peito

uma flor ávida de orvalho.



Ter só dedos e dentes é muito triste:

dedos para amortalhar crianças,

dentes para roer a solidão,

enquanto o verão pinta de azul o céu

e o mar é devassado pelas estrelas.



Porém eu procuro-te.

Antes que a morte se aproxime, procuro-te.

Nas ruas, nos barcos, na cama,

com amor, com ódio, ao sol, à chuva,

de noite, de dia, triste, alegre - procuro-te.



Eugénio de Andrade, As Palavras Interditas


* CÂNTICO NEGRO, JOSÉ RÉGIO, interpretado por João Vilaret
http://www.youtube.com/watch?v=qKyWRJZnu2o

* NÃO POSSO ADIAR O AMOR PARA OUTRO SÉCULO, ANTÓNIO RAMOS ROSA
http://www.youtube.com/watch?v=54SNlyG0UWI
MÚSICA NÃO POSSO ADIAR O CORAÇÃO:
http://www.youtube.com/watch?v=z_L_3jI4p6w

* O SORRISO , EUGÉNIO DE ANDRADE
http://www.youtube.com/watch?v=c4Iat2bVSxA
* É URGENTE O AMOR, EUGÉNIO DE ANDRADE
http://www.youtube.com/watch?v=OacuVo6wa1E

*PEDRA FILOSOFAL, ANTÓNIO GEDEÃO
http://www.youtube.com/watch?v=Azx0WjQqbE8

*SER POETA, FLORBELA ESPANCA
http://www.youtube.com/watch?v=EnJK9uHXots
* AMAR, FLORBELA ESPANCA
http://www.youtube.com/watch?v=peWva7n1q3w&feature=related

* ODE TRIUNFAL, ÁLVARO DE CAMPOS
http://www.youtube.com/watch?v=gh6zGZf465Q

* GUARDADOR DE REBANHOS, ALBERTO CAEIRO
http://www.youtube.com/watch?v=VIM0sJw5VTs&feature=related

* LIBERDADE, FERNANDO PESSOA
http://www.youtube.com/watch?v=kNSK1HHi7mA

* VEM SENTAR-TE COMIGO, LÍDIA, RICARDO REIS
http://www.youtube.com/watch?v=bhxS87QKC7k

* O POETA É UM FINGIDOR, FERNANDO PESSOA
http://www.youtube.com/watch?v=jCqCyTUTtyY

* PORQUE, SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN
http://www.youtube.com/watch?v=ZG-nWwXVzE0

* LÁGRIMA DE PRETA, ANTÓNIO GEDEÃO
http://www.youtube.com/watch?v=VrKoNhQSSvs

* E TUDO ERA POSSÍVEL, RUY BELO
http://www.youtube.com/watch?v=uX1zQboxAAk

*QUEM DISSE QUE O TEU NOME É UMA ESPADA, JOAQUIM PESSOA
http://www.youtube.com/watch?v=9rYkMmLpTcw

* SÚPLICA, MIGUEL TORGA
http://www.youtube.com/watch?v=JZRTpjlhVvA

* SÍSIFO, MIGUEL TORGA
http://www.youtube.com/watch?v=vLw3WdwLYAU

* QUASE , MÁRIO DE SÁ CARNEIRO
http://www.youtube.com/watch?v=K6VPrdXO478

http://www.youtube.com/watch?v=U03uAyK5PGI (POR AMÁLIA)


E TANTOS TANTOS OUTROS....
LEMBREM-SE: A POESIA FAZ-SE PARA SER SENTIDA :)! BOM TRABALHO!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

2012: TRAGÉDIA OU TRANSFORMAÇÃO?

 Esta  é a pergunta que ultimamente tem andado na boca de todos: 2012 será o fim do mundo? Se me fazem essa pergunta, eu, claramente, respondo com alguma ironia: "Claro que não, eu quero fazer o 12º ano!"
   Se muitos estiveram atentos, no último "Jornal da Noite" de 2011 (O Jornal da Noite, SIC), os astrólogos e cientistas disseram que 2012 seria o fim de um ciclo e que alguns sinais disso seriam a Primavera árabe e algumas manifestações pelo mundo fora (por exemplo, "O ocupar Wall Street").
   Nas profecias Maias, em 2012, acabam dois ciclos: um de 5125 anos e outro de 144 mil anos e, no dia 21 de dezembro, o Sol alinha-se com o centro da Via Láctea: o "útero cósmico". Mas dois acontecimentos prováveis poderão ser a inversão dos polos da Terra (que está efetivamente a a acontecer progressivamente a uma velocidade de 10 a 40 Km por ano) ou a formação de um buraco negro criado pelo "Bosão de Higgs" na Suíça.
   Nos "tarôs" e numerologia, a soma dos algarismos de 2012 é cinco, ora cinco significa transformação. Esta transformação será talvez para melhor, ou para pior, nunca se sabe. Também no Google, se pesquisarem sobre o ano de 2012, encontrarão 1350 milhões de resultados, entre eles vários sobre essa dita transformação, o advento de "uma nova Era", o "Tempo zero" e o renascimento do Homem, um Homem de "coração novo", ligado à "quinta essência" e aos valores espirituais. Terá esta "quinta essência" algo a ver com o profético "Quinto Império" de Fernando Pessoa? É algo que deixamos no ar...
   Nos últimos dias, contudo, descobri também que 2012 vai ser um ano de mudanças a nível desportivo, para Portugal, pois o nosso país está no grupo de países que se vão revelar pela positiva: alguns desses sinais foram a final portuguesa em Durban, o mundial de sub-20 e a nossa boa classificação em Dakar.
   E agora é óbvio que poderão ocorrer coisas menos boas para a Europa: a crise financeira e a dívida podem não ajudar e deverão entrar mais países europeus em crise (Itália e Espanha) que virão juntar-se aos que já estão nessa situação (Portugal, Irlanda e Grécia). O pior que poderia acontecer seria uma Guerra Mundial.
   Por isso, eu digo que 2012 terá transformações sim, umas serão trágicas, outras nem por isso. Mas nas crises também há oportunidades para o Homem evoluir.

Eduardo Moutinho, 9ºC

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

"O que quero ser quando for crescida"

         «Quando era pequena tinha sonhos e desejos, aqueles de criança, aqueles sonhos onde tudo é cor-de-rosa. Mas não vou mentir, eu continuo a ter sonhos a ter desejos, afinal quem é que não tem? A vida ensinou-nos como lidar com ela.Os meus pais fizeram-me aquela  pergunta:" O que queres ser quando fores crescida"? Nessa altura, essa pergunta não era nada para mim, mas passados os anos  e como me  iam fazendo essa pergunta, eu comecei a percebê-la e a refletir melhor.
          Escolhia, de tudo, uma coisa que queria: ser cabelereira. Não sei porque é que escolhi tal coisa, talvez
porque tenho uma tia que o é. Segunda escolha:  massagista, esta é que não sei mesmo, toda a gente me dizia que tinha umas mãos de fada.Será? Terceira escolha: escritora, esta sei, é fácil de dizer: apaixonei-me pelos livros!
         Tenho também uns desejos que gostava de concretizar  no futuro: gostava de me casar, claro com um homem sincero, honesto, simpático, que esteja comigo na saúde e na doença e, principalmente, que me ame de verdade.Também gostava de ter uma filha e um filho. A filha vai chamar-se Elvira, nome dedicado à minha avó que sempre me protegeu e o filho será Gabriel, nome dedicado ao meu irmão e ao meu tio que me está sempre a vigiar.
           E o outro desejo era poder adotar todas as crianças do mundo. Aí sim! A minha vida estava completa. Meu Deus, espero nunca perder as minhas amigas! Primeiro passo para concretizar isto tudo: viver um dia de cada vez; segundo, ir sempre à escola para aprender.Terceiro, ser feliz, ser amada e ter uma vida cheia de alegria! 
          BOM ANO 2012!  Especialmente para a minha DT e professora de Português e para a minha turma e escola!

           Bruna Fonseca nº1 turma 5A»

                                                                                                     Tortosendo, 5 de janeiro 2012

  «Quando for crescida, quero ser muitas coisas...Tantas que nem sei explicar...
  Quando era mais nova, queria ser cabeleireira, porque gostava de pentear as minhas bonecas e a minha mãe. Queria ser médica também, porque levava a caixa dos primeiros socorros do meu tio...Enfim, muitas coisas!
  No meu futuro, também quero viajar pelo mundo e visitar muitos países, continentes e até (quem sabe...) planetas! Gostava também que a minha mãe conduzisse.
   O meu sonho era mesmo conseguir chegar à universidade e ter um bom emprego e ganhar muito dinheiro, para conseguir fazer muitas coisas: viajar pelo mundo, ter um carro, aprender mais...
   E aquela coisa que desejava mesmo muito: ter uma casa à beira-mar. Ficava muito feliz!
   Agora ando na escola, no 5º ano e adoro! É tudo fácil para mim, porque gosto de estudar. Tenho uma Diretora de Turma impecável, muito bondosa e bonita. Gosto muito de andar no Tortosendo, nesta escola!
Por último, nesta idade que é ainda a minha, a profissão que desejo desempenhar quando for grande é ESCRITORA. Gosto muito de escrever histórias, é aliás uma paixão que tenho desde pequena! Tenho muitos cadernos de histórias escritas por mim.
   Os meus desejos para 2012 são os seguintes: ter boas notas em algumas disciplinas. Mas não só : também gostaria que o meu pai não me culpasse tanto e me ouvisse mais.
   Estes são os meus desejos para 2012. Um Bom Ano para toda a turma, família e principalmente para a minha DT, a professora Rogélia Proença.

Margarida Soares, nº13, 5ºA»

«Eu sempre tive muitas profissões para escolher, à medida que ía crescendo. Agora, já me decidi: Técnico de Informática.
  Eu quero ter uma família educada corretamente. Durante a semana, trabalho e estudo. Aos fins de semana, é para ficar com a família. Contudo, haverá algo que eu nunca vou parar de fazer: LER! Também espero que os meus filhos sejam tão solidários quanto eu.
  Haverá só mais dois sonhos que eu quero mesmo realizar: Ir a Inglaterra e à América, particularmente aos Estados Unidos da América. Poderá ser em criança  ou, mais tarde, já adulto, não interessa...
   Se eu não conseguir desempenhar esta minha profissão de sonho, então aí tentarei ser Professor de Inglês. Ser Técnico de Informática seria um sonho, pois é a profissão também do meu padrinho.
   Os meus desejos para este ano são: que melhore a situação económica do país; não haja conflitos nem guerras. Quero estudar para concretizar os meus desejos. Assim, espero ir para a universidade. Também quando for adulto, desejo ter um cão exatamente igual ao que tenho atualmente, que seja tão divertido como ele. Quero ser o meu próprio patrão.
   E, para terminar, o meu maior desejo é que acabe a crise de uma vez por todas e que não haja guerras!

Rodrigo Ventura Inácio, nº 18, 5º A»