Número total de visualizações de página

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Discursos...




DISCURSOS... AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA (7ºC...)

Rodeio de sinónimos as palavras com as quais os meus alunos construirão a teia intrincada das paredes dos seus discursos e com eles construirão o seu caminho e o seu futuro...

Palavras como "pagodes", "inconsolável", "desgosto", "relapso", "véstia", "arremedavam", "sezões", "enlutavam", "gazeta", "purpureados", "júbilo","hirsuto" e tantas mais...

Palavras de um "antes" distante e que lhes é desconhecido, um antes cuidado e literário, bem arredado do seu dia-a-dia oral, banal, precipitado e pouco ponderado...

Parece que de uma outra língua se trata. Uma outra forma distante e desconhecida se revela e a Língua de Fialho de Almeida a arcaísmo se vota. Pudera EU inverter este caminho...

Longe ficavam as nuances de significados de um tão grande leque de hipóteses linguísticas de expressão e gradações cromáticas de emoções, estados de espírito e classificações lexicais para distintas e tão ténues realidades.

Apostar na sinonímia. No enriquecimento lexical e no treino vocabular. Eis como dotamos os falantes das ferramentas essenciais ao seu dizer, ao seu sentir e Existir na intrincada teia do EGO/HIC/NUNC. Agora. No presente!

Palavras Andarilhas sempre...


Rogélia Proença

Sem comentários: