Número total de visualizações de página

domingo, 11 de janeiro de 2009

O BOLO REI (lenda)

Diz uma lenda que, quando os Magos foram visitar Jesus com a intenção de Lhe oferecerem como presentes: ouro, incenso e mirra, a cerca de sete quilómetros do local onde o Menino se encontrava tiveram uma discussão: qual deles seria o primeiro a oferecer os presentes?
A solução foi-lhes oferecida por um artífice que, assisitindo à conversa quis ajudar a encontrar, para o problema, uma saída que agradasse a todos.
Ele faria um bolo em cuja massa incorporaria uma fava. repartindo pelos três, seria o primeiro a oferecer os presentes ao menino Jesus aquele cujo quinhão se encontrasse na fava.
O caso, diz a lenda, tornou-se conhecido e daí em diante passou a utilizar-se a fava sempre que havia necessidade de tirar à sorte uma pessoa para desempenhar uma tarefa.
Conhecido pelo nome de bolo - rei - feito para escolher um rei - aquele doce passou a usar-se sobretudo no Natal, e os pasteleiros encarregavam-se de o comercializar.
Há uma outra lenda que diz ter sido um bolo de fruta seca. Os crentes deviam comer doze daqueles bolos entre o Dia de Natal e o dos Reis.
Noutros países, como a França por exemplo, na consoada devem colocar-se em cima da mesa treze sobremesas diferentes, representando os vários apóstolos na última ceia e deve também colocar-se sempre um prato a mais para simbolizar um familiar ausente, que assim se inclui em pensamento.
A côdea simbolizava o oiro; o miolo e as frutas secas, a mirra e o aroma, o incenso.

Sem comentários: