Número total de visualizações de página

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

«AS PALAVRAS»

PALAVRAS

Com palavras sei dizer
O que nem palavras tem
Com palavras digo Lua
digo leite e digo mãe.

Com palavras digo mais
muito mais alto e melhor
digo adeus a quem se vai
digo amor ao meu amor.

Com palavras ponho um nome
neste estranho gosto a mar
que já trago há tanto tempo
no meu peito a transbordar.

Com palavras sussurradas
ou pintadas num papel
faço festas acarinho
quem não tem nem pão nem mel.

Com palavras a galope
no rodar de uma canção
de repente sou cavalo
flor vermelha no vulcão.

Com palavras tenho asas
que me levam a voar
com palavras vou tão longe
quanto o sonho me levar.

JOSÉ FANHA
A Noite em que a noite não chegou!

2 comentários:

professora rogelia disse...

«As palavras

São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.

Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:
barcos ou beijos,
as águas estremecem.

Desamparadas, inocentes,
leves.
Tecidas são de luz
e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.

Quem as escuta? Quem
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?»

Eugénio de Andrade

professora rogelia disse...

E a ti ...o que te inspira a palavra?
O que simboliza,ou significa ela para ti?
Como te faz sentir? De quais te serves mais para te expressares?
Publica o teu comentário ou até o teu próprio poema :)!!